Preparo intestinal pré-operatório: é necessário?

O preparo intestinal mecânico (PIM) para as operações colorretais eletivas  foi primeiramente introduzido no século XIX. Antes disso, a derivação fecal e a cicatrização das feridas por segunda intenção eram empregadas como rotina. As taxas de complicações infecciosas para as operações colorretais eletivas continuaram em uma frequência de 30 a 50% até a década de 1970, quando estudos determinaram que a flora anaeróbica era o agente etiológico predominante da infecção.

Leia mais…

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O Estômago

Úlcera gástrica benigna

SINTOMAS

Apesar do maior uso de inibidores de bombas de prótons (IBP), do tratamento precoce da infecção por Helicobacter pylori e do menor uso prolongado de drogas anti-infl amatórias não esteroidais (AINES), as úlceras gástricas ainda são um diagnóstico comum e importante em pacientes com dor epigástrica ou perfuração de víscera. Uma úlcera gástrica pode se apresentar de muitas maneiras, indo de achados sutis em ambulatório à sepse em estágio tardio no pronto-socorro. É também importante lembrar que a maioria das úlceras gástricas benignas nunca chega a ser avaliada por um
profi ssional médico, quiçá por um cirurgião, já que tendem a cicatrizar sozinhas, dado o rico suprimento sanguíneo do estômago ( Figura 1 ).

Leia mais…

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone