Qual a utilidade da NIC na enfermagem?

A Classificação das Intervenções de Enfermagem – NIC é uma linguagem padronizada abrangente que descreve os tratamentos executados por enfermeiros. Quando a linguagem padronizada é usada para documentar à prática, pode-se comparar e avaliar a eficácia dos cuidados prestados em múltiplos contextos por diferentes profissionais. A enfermagem é uma disciplina científica, e como todas as disciplinas, tem um único corpo de conhecimento. De acordo com Nursing’s Social Policy Statement: The Essence of The Profession, o objetivo da enfermagem inclui a aplicação do conhecimento científico, nos processos de diagnóstico e tratamento, pelo uso de julgamento e pelo pensamento crítico, no contexto de uma relação cuidadosa que facilite a saúde e a cura.

Sendo uma área do conhecimento, a enfermagem é composta de informações sobre a natureza da saúde e da doença, bem como de estratégias e de tratamentos para promover a saúde e o bem-estar. É essencial para qualquer sistema de conhecimento científico ter meios de classificar e estruturar categorias de informação. A NIC identifica os tratamentos que os enfermeiros realizam, organiza essas informações em uma estrutura coerente e fornece a linguagem para comunicação com pessoas, famílias, comunidades, membros de outras disciplinas e público em geral. Quando a NIC é usada para documentar o trabalho dos enfermeiros na prática, temos o início de um mecanismo para determinar o impacto dos cuidados de enfermagem nos resultados do paciente. Clark e Lang lembram-nos da importância das linguagens e classificações de enfermagem ao afirmarem: “Se não podemos nomeá-las, não podemos controlá-las, financiá-las, ensiná-las ou colocá-las na política pública”.

UTILIZAÇÃO DA NIC NA PRÁTICA SELECIONANDO UMA INTERVENÇÃO

Enfermeiros usam o julgamento clínico com indivíduos, famílias e comunidades para melhorar sua saúde, aperfeiçoar sua capacidade de lidar com problemas de saúde e promover sua qualidade de vida. A seleção de uma intervenção de enfermagem para um paciente em particular é parte do julgamento clínico do enfermeiro. Seis fatores devem ser considerados na escolha de uma intervenção: os resultados desejados do paciente, características do diagnóstico de enfermagem, base de pesquisas para a intervenção,viabilidade para realização da intervenção, aceitabilidade para o paciente e capacidade do enfermeiro.

¹Trecho retirado integralmente do livro NIC- Classificação das Intervenções de Enfermagem 

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone