Doenças gengivais induzidas pela placa dentária

¹A gengivite associada à formação de placa dental é a forma mais comum das doenças gengivais. Ela é caracterizada  pela presença de sinais clínicos de inflamação confinados à gengiva e aos dentes associados. Iremos conferir abaixo, três exemplos de doenças gengivais provocadas por placas dentárias.

Gengivite Associada Apenas à Placa Dental  

A doença gengival induzida pela placa é o resultado de uma interação entre os microrganismos encontrados no biofilme da placa dental, e tecidos e células inflamatórias do hospedeiro. A interação da placa-hospedeiro pode ser alterada por efeitos de fatores locais, fatores sistêmicos, medicamentos e desnutrição, sendo que todos podem influenciar na gravidade e duração da resposta. Alguns fatores locais, além da formação de cálculos retentores de placa na coroa e superfície radicular, podem contribuir para a formação da gengivite. Esses fatores contribuem devido à sua capacidade de reter os microrganismos da placa e de inibir a sua remoção por meio de técnicas de controle de placa utilizadas pelo paciente.

Doenças Gengivais Modificadas por Fatores Sistêmicos

Os fatores sistêmicos que contribuem para a gengivite, como as alterações endócrinas associadas à puberdade, o ciclo menstrual, a gravidez e o diabetes podem ser exacerbados como resultado de alterações na resposta inflamatória gengival à placa. Essa resposta alterada parece ser o resultado de efeitos de condições sistêmicas nas funções celulares e imunológicas do hospedeiro. Estas alterações são mais evidentes durante a gravidez, quando a prevalência e gravidade da inflamação da gengiva podem aumentar, mesmo na presença de níveis baixos de placa. As discrasias sanguíneas (p. ex., leucemia) podem alterar a função imune por influenciar o equilíbrio normal dos leucócitos imunologicamente competentes que suprem o periodonto. Aumento gengival e sangramento são achados comuns que podem estar associados a tecidos gengivais edemaciados e esponjosos, o que é causado pela infiltração excessiva de células sanguíneas.

Doenças Gengivais Modificadas por Medicações

Doenças gengivais que são alteradas por medicamentos estão aumentando em prevalência devido ao aumento do uso de fármacos conhecidos por induzir o aumento gengival. Estes incluem medicamentos anticonvulsivantes, como a fenitoína; fármacos imunossupressores, como a ciclosporina, e os bloqueadores dos canais de cálcio, como a nifedipina, o verapamil, o diltiazem e o valproato de sódio.  O desenvolvimento e a gravidade do aumento gengival em resposta aos fármacos são específicos para cada paciente e pode ser influenciado pelo acúmulo descontrolado de placa, bem como por níveis hormonais elevados. O aumento da utilização de contraceptivos orais por mulheres pré-menopausa tem sido associado a maior incidência de inflamação gengival e ao desenvolvimento de aumento gengival, que pode ser revertido por meio da descontinuação do contraceptivo oral.

¹Trecho retirado integralmente do livro CARRANZA PERIODONTIA CLINICA 12ED, Elsevier

 

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone