Semana da Pediatria: conheça procedimentos para doenças respiratórias na infância

 

O pediatra é essencial para o desenvolvimento saudável da criança, principalmente nos primeiros anos de vida. Além disso, o profissional ajuda os pais com tantas dúvidas, por isso a relação de confiança com o pediatra é fundamental.

A maior causa de morbidade e mortalidade na infância são as doenças respiratórias, especialmente em países da América Latina. A obra “Doenças Respiratórias na Infância: Aspectos Biomoleculares, clínicos e cirúrgicos” traz temas profundamente atualizados e ilustrados com uma abordagem didática e atualizada.

O título aborda os aspectos anatomofisiológicos, imunológicos, epidemiológicos, métodos de diagnóstico, patologias respiratórias prevalentes de causas infecciosas e não infecciosas, desde o período neonatal e as estratégias adequadas para seu tratamento.

Para saber mais sobre Doenças Respiratórias na Infância: Aspectos Biomoleculares, clínicos e cirúrgicos clique aqui.

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O Dia da Terra

* Conteúdo Elsevier Internacional

 

As 10 maneiras através das quais os seres humanos estão afetando a Terra – para melhor e pior. Em homenagem ao Dia da Terra, nós da Elsevier preparamos um infográfico baseado na ciência para você. Sabia que um estudo recente da OECD, sobre as tendências sócio-econômicas revelou, até 2050, quatro áreas-chave de interesse global: as alterações climáticas, biodiversidade, água, e o impacto sobre a saúde da poluição ambiental.

Espera-se que a poluição do ar torne-se a principal causa ambiental de mortalidade prematura mundial nas próximas três décadas, mais do que dobrando o número atual, de pouco mais de um milhão para cerca de 3,6 milhões de mortes por ano em 2050. A fuligem, conhecida como carbono negro é um poluente particularmente prejudicial, normalmente liberado por transportes movidos a diesel e a queima de combustíveis fósseis.

É o segundo principal contribuinte para o aquecimento global, depois do dióxido de carbono, e tem sido associada a aumentos de doença respiratória crônica e doença cardiovascular, especialmente na China e outras nações em desenvolvimento, de acordo com a revista científica Environmental Pollution, publicada pela Elsevier.

 

 

Referências

Revistas Científicas Elsevier:

Urban Forestry and Urban Greening

Resources, Conservation and Recycling

Environmental Pollution

Science of the Total Environment

 

Outras Fontes

Environmental Protection Agency (EPA): Municipal Solid Waste in the US: Facts and Figures

Alliance for Community Trees (ACTrees): Rethinking the Role of Foraging in Urban Ecosystem Planning

Natural Resources Defense Council: “Wasted: How America Is Losing Up to 40 Percent of Its Food from Farm to Fork to Landfill”

Container Recycling Institute: “Bottled Up (2000-2010) — Beverage Container Recycling Stagnates”

Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD): “OECD Environmental Outlook to 2050: The Consequences of Inaction”

EPA: “Effects of Black Carbon”

 

Colaboradores Elsevier que trabalharam para este conteúdo:

Diversos colegas na Elsevier colaboraram para este infográfico e post, incluindo:

Cecil C. Konijnendijk van den Bosch, PhD, Editor-Chefe da revista científica Urban Forestry & Urban Greening

Eric Masanet, PhD, Editor-Chefe da revista científica Resources, Conservation and Recycling

Eric Johnson, PhD, Editor-Chefe da revista científica Environmental Impact Assessment Review

Mannava Sivakumar, PhD, Editor-Chefe da revista científica Weather and Climate Extremes

Sandra Broerse, Editor, Environmental Sciences and Ecology at Elsevier

Katherine De Blanger, Editor Associado, Environmental Science and Management at Elsevier

Iris Kisjes, Gerente de Relações Corporativas Elsevier

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone