Elsevier aposta em uma saúde tecnológica na Hospitalar 2018

 

Começou ontem a 25º edição da Hospitalar, maior evento do setor de saúde, que através da geração de negócios visa o desenvol

vimento tecnológico. A Elsevier, um dos maiores provedores de conteúdo para a área da saúde dp mundo, apostou na informação e apresentou um case de sucesso, pela voz da colombiana Daniela Naranjo, do hospital colombiano Fundación Valle del Lili, que conquistou o EMRAM (Electronic Medical Record Adoption Model) estágio 6 com a utilização da solução de apoio a decisão clínica da Elsevier Care Planning.

 

O Prof. Dr. Renato Sabbatini, renomado médico e entusiasta da utilização de tecnologia no setor da saúde, palestrou no Health Connection, sob o tema “Quando o PEP (Sistemas de Prontuário Eletrônico) se converte em um auxiliar inteligente do médico”. De acordo com o palestrate, o uso dessa tecnologia no Brasil ainda é muito escasso, o que é reflexo da aceitação da utilização da própria tecnologia neste universo. “Apenas poucas universidades brasileiras de medicina tem em sua grade curricular o ensino de informática. Isso precisa mudar, pois atividades clínicas necessitam do suporte informacional disponível em tempo real”, explica o Dr. Sabbatini.

Sabbatini participou também de um enriquecedor talk show sobre “Inteligência Artificial se aproximando dos Hospitais – Cirurgia Robótica, Treinamento e Data Mining ”, no qual comentou que o médico é um pilar importante para a ética do ofício. Porém, o uso da tecnologia é algo indispensável devido, principalmente, à necessidade de precisão nos diagnósticos.

Finalmente, Elsevier e Pixeon demonstram integração do STATdx ao PACs, A solução de apoio à decisão radiológica possui mais de 4.300 diagnósticos comuns e complexos, 200 mil exemplos de imagens com anotações selecionados por especialistas, 1.300 módulos de diagnóstico diferenciado e 20 mil casos de pacientes facilmente classificáveis. É possível, até o dia 25 de maio, último dia da Hospitalar, conhecer o STATdx no estande da Pixeon (Pavilhão Vermelho – Rua 15).

III Simpósio Internacional de Qualidade e Segurança do Paciente começa amanhã

Conforme estudos do Institute for Healhcare Improvemente (IHI) 16 de cada 100 diagnósticos são incorretos e que de 20 a 50 de cada 100 procedimentos diagnósticos não deveriam ser realizados, porque seus resultados não contribuem para diagnosticar a doença ou definir o tratamento. Estabelecer um atendimento seguro e de qualidade ao paciente, é de extrema importância.

Amanhã começa o III Simpósio Internacional de Qualidade e Segurança do Paciente e a Elsevier estará presente. O evento é realizado pelo IBSP e ocorre em São Paulo, entre os dias 25 e 27 de abril. O intuito do Simpósio é de trazer novidades que prometem mudar o panorama da saúde no Brasil.

A participação da Elsevier é marcada por trazer ao Brasil o Care Plannig, solução pronta para o planejamento e transição de cuidados entre equipes interprofissionais, apresentar o Order Sets, solução de protocolos clínicos em formato de prescrição que permitem a padronização e a otimização do atendimento, e o lançamento em primeira mão do Nursing Skills, ferramenta que colabora na redução de riscos e custos, na organização e disseminação de treinamentos e atualizações, sendo acessível em todos os dispositivos móveis, oferecendo ainda dados analíticos sobre a performance da equipe de enfermagem.

A Elsevier também apresenta durante o Simpósio o workshop “Uso da informação e da tecnologia como aliadas na melhoria da qualidade e segurança do paciente” que será ministrado por Robert Nieves, vice-presidente global de Informática para Área de Saúde da Elsevier, e Lais Junqueira, especialista de Global Quality and Safety da Elsevier Clinical Solutions dois especialistas da área.

Minha educação pode ser também digital!

Criar meu web site

Fazer minha home-page

Com quantos gigabytes

Se faz uma jangada

Um barco que veleje

Que veleje nesse informar

Que aproveite a vazante da infomaré

Que leve um oriki do meu velho orixá

Ao porto de um disquete de um micro em Taipé

                                                                                                                                        Gilberto Gil

A Elsevier participa do Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias (SNBU) 2018, de 15 a 21 de abril trazendo diversas novidades que integram educação com tecnologia.  Em nosso estande, apresentamos o e-volution, biblioteca digital multimídia que se conecta com o futuro do ensino e apoia estudantes e professores dentro e fora de sala de aula.

Convidamos vocês para um coffee break de lançamento do novo ClinicalKey Educação Médica: plataforma de aprendizado de nova geração, que facilita o estudo e transforma informação em conhecimento! É uma ferramenta digital que ajuda tanto os profissionais quanto os pacientes a entenderem e a estabelecerem um diagnóstico correto.

Um olhar sobre a participação da Elsevier em mais dois eventos

Hoje começa o 43º Congresso da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, em Foz do Iguaçu  e amanhã o 12º Simpósio Internacional de Glaucoma da UNICAMP, em São Paulo.  Ambos vão até dia 14 de abril. A Elsevier está presente nos dois eventos através da divulgação dos títulos: Angiografia por OCT, que será apresentado no Congresso e Grand Round: Casos Desafiadores em Oftalmologia.

“O exame de tomografia de coerência óptica é um método de imagem não invasiva cada vez mais utilizada na medicina para a análise microestrutural das estruturas anatômicas. Sua utilização na oftalmologia teve início na década de 1990 e desde então, com avanços na tecnologia de obtenção de imagens e melhor compreensão dos achados por parte dos oftalmologistas, se tornou um recurso indispensável na prática clínica, sobretudo nas alterações com acometimento de retina, coroide e nervo óptico.” (trecho retirado do livro Angiografia por OCT). O livro aborda o assunto de maneira objetiva, didática e utiliza recursos visuais para auxiliar no entendimento do leitor.

Grand Round: Casos Desafiadores em Oftalmologia é uma obra baseada em casos clínicos vivenciados pelos residentes de Oftalmologia. O livro relata de forma sucinta e prática todos os assuntos relevantes da área. Possui uma grande diversidade de imagens que enriquecem a leitura e auxiliam na compreensão.

Uma Viagem pelo universo da leitura

Viajar pela leitura

Viajar pela leitura

sem rumo, sem intenção.

Só para viver a aventura

que é ter um livro nas mãos.

É uma pena que só saiba disso

quem gosta de ler.

Experimente!

Assim sem compromisso,

você vai me entender.

Mergulhe de cabeça

na imaginação!

                               Clarice Pacheco

A Elsevier estará no SNBU (Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias) 2018 com muitas atrações para você! Além do 1º prêmio de Inovação em Bibliotecas, estaremos presentes no estande 14 demonstrando como nossos conteúdos e soluções se conectam ao futuro da biblioteca universitária.

No estande teremos um game para todos os bibliotecários que nos visitarem! Uma roleta interativa, com o nome de todas as nossas plataformas, estará disponível para que os participantes interajam, respondam perguntas e ganhe prêmios!

Vai perder? Esperamos por você lá! #ElsevierNoSNBU

Elsevier tem presença confirmada no 17º Congresso Brasileiro de Cirurgia do Joelho

De 12 a 14 de abril acontece no Rio de Janeiro o 17º Congresso Brasileiro de Cirurgia do Joelho. A proposta do evento é fornecer ao profissional da área um material didático por intermédio de uma programação cientifica.

A Elsevier não poderia faltar nesse encontro. Estará presente com a divulgação do livro Ortopedia e Traumatologia. A obra foi elaborada por vários especialistas da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). Essa coletânea de conhecimentos trouxe diversidade de conteúdos, que vai desde ciência básica até inovações. O objetivo é único: ajudar na formação de novos especialistas, para manter um alto padrão de qualidade profissional.

Instigamos sua curiosidade sobre Ortopedia e Traumatologia, apresentando um trecho:

“Uma vez feito o diagnóstico, mesmo que presuntivo, de um tumor ósseo ou de partes moles, o próximo passo é o estadiamentodo paciente. O estadiamento é importante por vários motivos: classifica a lesão do paciente, permitindo uma melhor compreensão da doença; orienta a melhor forma de tratamento; fornece uma definição mais precisa do prognóstico; e, finalmente, facilita o entendimento e a comunicação entre os membros da equipe multidisciplinar”.