A constante evolução da enfermagem

 

A enfermagem está sempre respondendo a mudanças dinâmicas e desafios contínuos. Nos dias de hoje, os enfermeiros precisam ter uma base ampla de conhecimentos para trabalhar no cuidado. E o mais importante: saber como aplicar as melhores evidências na prática a fim de garantir os resultados positivos para seus pacientes.

O papel do profissional de enfermagem inclui assumir a liderança na preservação das práticas e demonstrar a sua contribuição aos cuidados de saúde do seu país. Os enfermeiros do futuro, portanto, deverão ser pensadores críticos, defensores do paciente, tomadores de decisões clínicas e educadores do paciente dentro de um amplo espectro de serviços de prestação de cuidados.

Abaixo selecionamos uma imagem do livro “Fundamentos de Enfermagem” para você, enfermeiro, estudar o sistema digestório.

Assista também o video do prof. Marcelo Santos sobre a importância da obra “Fundamentos de Enfermagem” para a formação do enfermeiro. Clique na imagem!

Manual Clínico – Fundamentos de Enfermagem: Fatos Essenciais

A Elsevier lança em setembro a tradução da 9ª edição da obra Manual Clínico – Fundamentos de Enfermagem: Fatos Essenciais.

O livro, em formato pocket que facilita no uso da prática clínica diária, considera os princípios e atividades da enfermagem com pequenas adaptações à realidade brasileira e orientações do Conselho Brasileiro de Enfermagem.

Em breve, mais informações!

Enfermeiros podem estudar com conteúdo adaptado à realidade brasileira

 

Para promover, manter e restabelecer a saúde das pessoas, a equipe de enfermagem precisa de uma atualização constante e concisa. A parceria com outros profissionais da saúde é fundamental para a prática correta e assertiva de todos os procedimentos.

Fundamentos de Enfermagem: Fatos Essenciais” foi projetado para ser uma referência portátil e rápida para fatos e números, com foco em cuidados de saúde para adultos como controle de infecção, úlcera por pressão e orientações nutricionais.

Com conteúdo adaptado à realidade brasileira, o manual apresenta as principais informações na área de Fundamentos de Enfermagem para auxiliar o estudante nos estágios obrigatórios e início de carreira. Seu formato pocket facilita a portabilidade e o uso na prática clínica diária.

Você conhece os tipos de imunidade? Veja:

Imunidade ativa: Anticorpos produzidos no corpo;  longa   atuação.

  • Natural – Anticorpos produzidos durante uma infecção ativa.

Exemplos: Varicela, caxumba, sarampo.

  • Artificial – Vacina produzida a partir de antígenos reais.

Exemplos: Caxumba, sarampo, rubéola (MMR)

Passiva: Anticorpos produzidos fora do corpo; curta atuação.

  • Natural – Anticorpos que passam de mãe para criança através da placenta e do leite materno.
  • Artificial – Soro injetado artificialmente.

Para saber mais sobre “Manual Clínico para Fundamentos de Enfermagem: Fatos Essenciais” clique aqui.

Dia do Hospital: ClinicalKey for Nursing apresenta mecanismo de busca facilitada para equipe de enfermagem

 

Hoje (2 de julho) é uma data mais que especial para todos os profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, radiologistas, terapeutas, psicólogos, entre outros. A comemoração do Dia do Hospital tem o objetivo de ressaltar a importância desses profissionais na sociedade.

Entre as ferramentas de apoio à área de saúde, a Elsevier oferece aos profissionais de enfermagem o ClinicalKey for Nursing. Com conteúdo indexado diariamente, oferece a coleção mais completa e atualizada de respostas, evidências, vídeos e imagens no setor.

A solução alinha todos os membros da equipe de cuidado e reforça a comunicação, usando evidências comuns e ferramentas colaborativas. Além disso, pode ser acessada por um aplicativo no smartphone, o que permite sua utilização em qualquer lugar.

Para conhecer mais sobre o ClinicalKey for Nursing clique aqui.

 

 

 

Hoje é o Dia do Enfermeiro! Comemore investindo em novos conhecimentos em sua área!

 

Comemorado em 12 de maio, o Dia do Enfermeiro é uma homenagem ao trabalho desses profissionais essenciais para a recuperação e salvamento de vidas.

Clássico da literatura na área, a 5ª edição de “Classificação dos Resultados de Enfermagem (NOC)” padroniza a terminologia e os critérios necessários para medir e avaliar os resultados provenientes das intervenções de enfermagem e definir a meta de cuidados antes da implementação das intervenções.

A classificação enfoca a mensuração dos resultados em uma variedade de especialidades e contextos e tem os resultados para o seu uso durante todo o ciclo vital.

Para saber mais sobre “Classificação dos Resultados de Enfermagem (NOC)” clique aqui.

Qual a utilidade da NIC na enfermagem?

A Classificação das Intervenções de Enfermagem – NIC é uma linguagem padronizada abrangente que descreve os tratamentos executados por enfermeiros. Quando a linguagem padronizada é usada para documentar à prática, pode-se comparar e avaliar a eficácia dos cuidados prestados em múltiplos contextos por diferentes profissionais. A enfermagem é uma disciplina científica, e como todas as disciplinas, tem um único corpo de conhecimento. De acordo com Nursing’s Social Policy Statement: The Essence of The Profession, o objetivo da enfermagem inclui a aplicação do conhecimento científico, nos processos de diagnóstico e tratamento, pelo uso de julgamento e pelo pensamento crítico, no contexto de uma relação cuidadosa que facilite a saúde e a cura.

Sendo uma área do conhecimento, a enfermagem é composta de informações sobre a natureza da saúde e da doença, bem como de estratégias e de tratamentos para promover a saúde e o bem-estar. É essencial para qualquer sistema de conhecimento científico ter meios de classificar e estruturar categorias de informação. A NIC identifica os tratamentos que os enfermeiros realizam, organiza essas informações em uma estrutura coerente e fornece a linguagem para comunicação com pessoas, famílias, comunidades, membros de outras disciplinas e público em geral. Quando a NIC é usada para documentar o trabalho dos enfermeiros na prática, temos o início de um mecanismo para determinar o impacto dos cuidados de enfermagem nos resultados do paciente. Clark e Lang lembram-nos da importância das linguagens e classificações de enfermagem ao afirmarem: “Se não podemos nomeá-las, não podemos controlá-las, financiá-las, ensiná-las ou colocá-las na política pública”.

UTILIZAÇÃO DA NIC NA PRÁTICA SELECIONANDO UMA INTERVENÇÃO

Enfermeiros usam o julgamento clínico com indivíduos, famílias e comunidades para melhorar sua saúde, aperfeiçoar sua capacidade de lidar com problemas de saúde e promover sua qualidade de vida. A seleção de uma intervenção de enfermagem para um paciente em particular é parte do julgamento clínico do enfermeiro. Seis fatores devem ser considerados na escolha de uma intervenção: os resultados desejados do paciente, características do diagnóstico de enfermagem, base de pesquisas para a intervenção,viabilidade para realização da intervenção, aceitabilidade para o paciente e capacidade do enfermeiro.

¹Trecho retirado integralmente do livro NIC- Classificação das Intervenções de Enfermagem