Guyton & Hall Tratado de Fisiologia Médica chega ao Brasil pela Elsevier com nova edição

Livro faz parte de um pacote de lançamentos da obra junto a uma nova versão do livro de perguntas e respostas e uma edição de bolso.

Nova edição traz a revisão dos capítulos, a inclusão dos mais atuais princípios da fisiologia, ilustrações atualizadas, agora em cores, e novas referências.

A Elsevier traz para o mercado brasileiro a edição renovada e revista de uma das obras mais tradicionais da área de saúde: Guyton & Hall Tratado de Fisiologia Médica. Junto, apresenta o livro de Guyton & Hall Perguntas e Respostas em Fisiologia em edição atualizada e a versão de bolso Guyton & Hall Fundamentos de Fisiologia Médica, uma compilação dos principais fundamentos abordados na obra principal.

A nova edição traz a revisão dos capítulos, ilustrações atualizadas e novas referências. A bibliografia selecionada, ao fim de cada capítulo, contém referências de artigos publicados em revistas científicas recentes que podem ser acessadas, gratuitamente, pela internet.

Traz também tabelas de resumo com os processos-chaves apresentados no texto, acréscimo do número de correlações clínicas em todo o texto e nos mecanismos moleculares e celulares importantes para a medicina clínica e nova tabela de referência rápida de valores laboratoriais padrão no final do livro.

Além disso, a obra apresenta acesso ao material online complementar no Student Consult com conteúdo atualizado, incluindo banco de imagens do livro, teste com perguntas e respostas, animações, pranchas extras e também novos vídeos em 3D do Homem Virtual – uma forma inovadora, simples, visual e objetiva de aprender Fisiologia.

Guyton & Hall Fundamentos de Fisiologia Médica é a versão de bolso do conteúdo de Guyton & Hall Tratado de Fisiologia Médica. Tem como objetivo compilar os princípios fisiológicos básicos necessários para estudo da medicina. É um guia para estudantes que desejam rever um grande volume de material do texto original com rapidez e eficiência. Os títulos das seções indicam os principais conceitos nos parágrafos de acompanhamento.

A 3ª edição de Guyton & Hall Perguntas e Respostas em Fisiologia traz mais de 1.000 perguntas e respostas revisadas e atualizadas com o conteúdo da 13ª edição de Guyton & Hall Tratado de Fisiologia Médica. Este livro foi projetado para fornecer uma revisão abrangente da fisiologia médica por meio de questões de múltipla escolha e explicações sobre as respostas. Estudantes de medicina que se preparam para o United States Medical Licensure Exams (USMLE) também encontram utilidade neste livro, pois a maioria das perguntas do teste tem sido construída de acordo com o formato do USMLE.

Conteúdo produzido por: DFreire Comunicação e Negócios

Chegando ao mundo em boas mãos

Hoje comemora-se o dia dos profissionais que têm a vida, literalmente em suas mãos. Parabéns obstetras por essa data!

‘’O trabalho de parto, que também é chamado de parturição, é o processo pelo qual as contrações uterinas suficientemente frequentes e fortes provocam o afinamento (ou seja, apagamento/obliteração) e dilatação da cérvix, tornando possível, assim, a passagem do feto a partir do útero através do canal do nascimento.’’ (Chestnut Anestesia Obstétrica: Princípios e Prática, Elsevier)

É nesse momento delicado e cheio de inseguranças para os pais, que o médico obstetra se faz mais importante. Esses profissionais não são responsáveis somente por trazer crianças ao mundo, cabe a eles também a função de aconselhadores – tanto no processo pré-natal quanto no pós-parto. Por isso, é fundamental para o aconselhamento que a comunicação e os termos utilizados sejam prontamente entendidos pela maioria dos pacientes.

‘’Realizar uma análise profunda no histórico dos pacientes é indispensável para prevenir problemas futuros e antecipar soluções caso eles sejam inevitáveis. ‘’Obstetras/ginecologistas devem fazer um histórico pessoal e familiar para determinar se a mulher, seu parceiro ou um parente tem doença hereditária, defeito de nascença, retardo mental ou distúrbio psiquiátrico que aumente seu risco de ter uma prole afetada. Para resolver essa questão, alguns obstetras acham útil a utilização de um questionário ou uma lista de verificações para obter informações genéticas.’’ (Obstetrícia: Gravidez Normal e Patológica)

‘’Embora existam situações nas quais esteja indicado o encaminhamento para um geneticista clínico ou um conselheiro genético, para o obstetra é impraticável encaminhar todos os pacientes com questionamentos genéticos. Os obstetras devem ser capazes de aconselhar os pacientes antes de realizarem testes de rastreamento para aneuploidias e defeitos tubo neural, rastreamento de portadores e procedimentos diagnósticos como amniocestese. Portanto, são descritos os princípios relevantes do aconselhamento genético.’’ (Obstetrícia: Gravidez Normal e Patológica)

O obstetra tem importante papel na orientação e no suporte de paciente durante o pré-natal em relação ao aleitamento materno no último trimestre. Na consulta de 36 semanas, o obstetra reavalia a escolha e o conhecimento da mãe em relação à amamentação. Conceitos simples da fisiologia da amamentação são reforçados: início da amamentação, frequência das mamadas (> 10 por dia), reforço do meio ambiente, e sem suplementação, a menos que dirigida por pediatra. O obstetra reforça o manejo do aleitamento materno e garante o aumento das mamas reflete a prontidão hormonal para a amamentação. A paciente é orientada das políticas e atitudes do hospital que interferem com o sucesso da amamentação. A consulta de 36 semanas é um bom momento para abordar a adequação de medicamentos e amamentação.’’ (Obstetrícia: Gravidez Normal e Patológica)