Dor no Trabalho de Parto

SIAULYS, Condutas Em Anestesia Obstétrica

DOR NO TRABALHO DE PARTO


A dor pode ser defi nida como uma sensação desagradável referida pela parturiente. Durante o trabalho de parto, a dor tem a participação tanto de componente visceral quanto somático.

 Mecanismos da dor

 Dor visceral

Relaciona-se principalmente com a distensão do cérvix e segmento inferior uterino, mas pode envolver todo o útero e seus anexos. Tal como ocorre com as vísceras abdominais, a dor se manifesta pela distensão dessas estruturas, ativando assim os respectivos mecanorreceptores. As contrações uterinas promovem uma “isquemia” miometrial com liberação de potássio, bradicinina, histamina e serotonina, que pode resultar na estimulação dos quimiorreceptores da dor. A dor geralmente se torna perceptível pela paciente quando as contrações uterinas geram uma pressão intraútero ≥ 25 mm Hg.O impulso nociceptivo é transmitido pela via sensitiva que acompanha as terminações nervosas simpáticas no corno posterior da medula espinhal (Figura 2-1). Os nervos aferentes, que

Leia mais…