A importância do exame clínico dentário no processo operatório

Essa é uma das etapas mais importantes, antes de qualquer procedimento cirúrgico, pois é através dele que o médico conhece melhor os pacientes além de poder realizar exames mais abrangentes. É por meio do exame clínico e da análise do perfil fisiológico do paciente, que o médico pode contraindicar o procedimento cirúrgico caso o paciente não se enquadre nas condições necessárias para tal.

Realizar o exame clínico é fundamental para fornecer um diagnóstico pré-cirúrgico adequado e consiste na realização de exames: clínico acurado dos dentes envolvidos, periodontal, oclusal, bem como de toda a região do hemiarco envolvido e sua relação com o hemiarco antagonista. Nesta etapa avalia-se a situação dos elementos dentais envolvidos e sua importância no planejamento global do caso. O paciente neste momento, também tem a oportunidade de conhecer melhor o médico e estabelecer uma relação de confiança com ele.

”¹O cirurgião-dentista não deve ter apenas a visão de um elemento dental isolado a ser operado, mas sim do paciente como um todo e de uma peça dental importante planejamento global do caso. Qual a verdadeira importância deste(s) dente(s)? Qual o prognóstico possível e qual a real utilização deste(s) dente(s) em uma futura reabilitação oral? Qual a possibilidade de ser suporte de uma prótese fixa extensa? Estas e outras perguntas são fundamentais para que tenhamos êxito no nosso planejamento cirúrgico.”

Feito os exames clínicos e confirmado o diagnóstico para a necessidade de tratamento endodôntico, o paciente deve ser avaliado sistemicamente na busca de alguma condição impeditiva para o início imediato da terapia. Há casos em que um comprometimento da saúde pode, muitas vezes, comprometer um tratamento aparentemente simples. Doenças como como as cardiovasculares, que são de alta prevalência na população, por exemplo, demandam maior entendimento da condição do paciente pelo cirurgião-dentista, para que não hajam complicações durante o pré ou pós-cirurgia.      

‘’²O cirurgião-dentista tem papel fundamental na salvaguarda da saúde oral dos pacientes e, consequentemente, deve estar apto a reconhecer doenças cardiovasculares e os fatores de risco associados a elas. O manejo odontológico desses pacientes implica no reconhecimento da doença, no estudo da terapia farmacológica e possíveis interações medicamentosas a que eles estão sujeitos. Estando cientes destes itens, o cirurgião-dentista pode prover a saúde bucal de seus pacientes sem prejudicar outros sistemas. Muitas vezes, o trabalho conjunto do dentista e do médico é imprescindível para a promoção da saúde do paciente como um todo.’’

DIA DO CIRURGIÃO-DENTISTA E A ODONTOLOGIA

Nesta terça-feira, 25 de outubro, é comemorado o Dia do Cirurgião-Dentista. Há quase 130 anos, a data é celebrada como o dia do profissional da Odontologia, fazendo referência ao decreto 9.311 assinado em 1884, que criou os primeiros cursos de graduação de Odontologia do Brasil, localizados no Rio de Janeiro e na Bahia. Posteriormente, uma portaria do Conselho Federal de Odontologia tornou a data oficial para a comemoração do Dia do Cirurgião-Dentista no país. Em comemoração aos profissionais da área, a Elsevier oferece desconto em quatro de suas obras do catálogo de odontologia. Aproveite, as ofertas são por tempo limitado*.

HUPP – CIRURGIA ORAL E MAXILOFACIAL CONTEMPORÂNEA 

Neville – Patologia Oral e Maxilofacial 

Endodontia – 4ª EDIÇÃO 

Netter Atlas De Cabeça E Pescoço 

*Promoção válida do dia 25/10 a 31/10, ou até durarem nossos estoques.

¹² Trechos retirados do livro Endodontia: Biologia e Técnica

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone