Qual a utilidade da NIC na enfermagem?

A Classificação das Intervenções de Enfermagem – NIC é uma linguagem padronizada abrangente que descreve os tratamentos executados por enfermeiros. Quando a linguagem padronizada é usada para documentar à prática, pode-se comparar e avaliar a eficácia dos cuidados prestados em múltiplos contextos por diferentes profissionais. A enfermagem é uma disciplina científica, e como todas as disciplinas, tem um único corpo de conhecimento. De acordo com Nursing’s Social Policy Statement: The Essence of The Profession, o objetivo da enfermagem inclui a aplicação do conhecimento científico, nos processos de diagnóstico e tratamento, pelo uso de julgamento e pelo pensamento crítico, no contexto de uma relação cuidadosa que facilite a saúde e a cura.

Sendo uma área do conhecimento, a enfermagem é composta de informações sobre a natureza da saúde e da doença, bem como de estratégias e de tratamentos para promover a saúde e o bem-estar. É essencial para qualquer sistema de conhecimento científico ter meios de classificar e estruturar categorias de informação. A NIC identifica os tratamentos que os enfermeiros realizam, organiza essas informações em uma estrutura coerente e fornece a linguagem para comunicação com pessoas, famílias, comunidades, membros de outras disciplinas e público em geral. Quando a NIC é usada para documentar o trabalho dos enfermeiros na prática, temos o início de um mecanismo para determinar o impacto dos cuidados de enfermagem nos resultados do paciente. Clark e Lang lembram-nos da importância das linguagens e classificações de enfermagem ao afirmarem: “Se não podemos nomeá-las, não podemos controlá-las, financiá-las, ensiná-las ou colocá-las na política pública”.

UTILIZAÇÃO DA NIC NA PRÁTICA SELECIONANDO UMA INTERVENÇÃO

Enfermeiros usam o julgamento clínico com indivíduos, famílias e comunidades para melhorar sua saúde, aperfeiçoar sua capacidade de lidar com problemas de saúde e promover sua qualidade de vida. A seleção de uma intervenção de enfermagem para um paciente em particular é parte do julgamento clínico do enfermeiro. Seis fatores devem ser considerados na escolha de uma intervenção: os resultados desejados do paciente, características do diagnóstico de enfermagem, base de pesquisas para a intervenção,viabilidade para realização da intervenção, aceitabilidade para o paciente e capacidade do enfermeiro.

¹Trecho retirado integralmente do livro NIC- Classificação das Intervenções de Enfermagem 

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

E-sample do Livro Guia de Exame Físico para Enfermagem 6/E

Jarvis, Guia de Exame Físico para Enfermagem, 6/E

 

Encontre As Informações Necessárias Para Uma Avaliação Completa com Jarvis – Guia de Exame Físico para Enfermagem 6Ed.

Saiba como realizar o exame semiológico de enfermagem passo a passo com Jarvis – Guia de Exame Físico para Enfermagem 6Ed, único livro pocket de exame físico e anamnese rico em imagens, indicando os principais diagnósticos para cada sistema examinado. O livro, que é ideal para o estágio obrigatório com tamanho que cabe dentro do jaleco  e que traz nesta nova edição mais de 150 ilustrações coloridas,  é escrito pela Dra. Carolyn Jarvis, autora renomada  na Semiologia e Exame Físico na Enfermagem!

Folheie um trecho deste livro de semiologia na enfermagem logo abaixo:

 

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Usando NOC na Clínica

Moorhead, Classificação dos Resultados de Enfermagem (NOC), 4/E

 

A avaliação da efetividade da assistência de enfermagem requer indicadores de estado do paciente que possam medir tanto as alterações a curto prazo após uma intervenção ou um episódio de assistência, como as alterações a longo prazo que se observam no decorrer de uma doença crônica. A Nursing Outcomes Classification (NOC) foi desenvolvida justamente para mensurar tais alterações de estado no paciente. Embora os resultados tenham sido desenvolvidos para a enfermagem, outros profissionais da saúde consideraram sua utilização útil na avaliação da efetividade de suas intervenções. Os autores encorajam o uso da classificação por outros profissionais e incentivam outras disciplinas a contribuírem com indicadores específicos para suas respectivas práticas. Os resultados são empregados para medir o estado do paciente, da família ou da comunidade dentro dos domínios e das classes identificadas na taxonomia descrita na Parte Dois. A mensuração não se limita aos estados funcional e fisiológico, mas inclui medidas de estado psicossocial, de conhecimento e de comportamento. A NOC inclui resultados para pacientes individuais, para prestador de assistência doméstica, para uma família ou uma comunidade. Este capítulo discutirá a seleção e o uso dos resultados da NOC na prática clínica. Apesar de ter sido escrito sob o ponto de vista da enfermagem, seu processo de aplicação pode ser utilizado por outras disciplinas.

Leia mais…

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone