Veja como a diminuição da variabilidade nos cuidados com pacientes é uma das principais ferramentas para diminuir erros médicos

 

Em saúde, a variabilidade nos cuidados prestados é uma das principais causas de erros médicos evitáveis. Isso quer dizer que, muitas vezes, a mesma doença pode ser tratada de maneiras diferentes, trazendo resultados diferentes na jornada do paciente. Nem sempre os melhores.

O Dr. Peter Edelstein, Chief Medical Officer da Elsevier, participará do II Simpósio Internacional de Qualidade e Segurança, em São Paulo, para explicar como as ferramentas de apoio à decisão clínica alimentadas com conteúdo de qualidade, podem mudar a realidade da saúde em todo o mundo. Ele abraçou a missão de disseminar a utilização da tecnologia para alcançar valores de saúde consistentes, sustentáveis e de alto valor agregado, por intermédio do acesso à informação de qualidade.

Durante o evento, o Dr. Edelstein explicará como as soluções de Apoio a Decisão Clínica (CDS, sigla em inglês) fornecem informações atuais, confiáveis e baseadas em evidências diretas ao ponto de atendimento a médicos, enfermeiros, profissionais de saúde no geral e pacientes. Assim, as “melhores abordagens” podem ser consideradas em todos os momentos e em todas as configurações dos cuidados aos pacientes. As ferramentas CDS capacitam os profissionais de saúde a reduzir drasticamente os erros médicos evitáveis, diminuindo a variabilidade perigosa presente nos cuidados de saúde de hoje.

O painel de Peter Edelstein acontece em 28 de abril, das 13h50 às 15h, na Trilha IBSP Talks do II Simpósio Internacional de Qualidade e Segurança do Paciente, no Centro de Convenções Rebouças – Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 23, São Paulo.

Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone